Retratos da Madeira

  • 36A.jpg
  • 35A.jpg
  • 3A.jpg
  • 4A.jpg
  • 18A.jpg
  • 20A.jpg
  • 11A.jpg
  • 23A.jpg
  • 8A.jpg
  • 30A.jpg
  • 37A.jpg
  • 29A.jpg
  • 33A.jpg
  • 27A.jpg
  • 28A.jpg
  • 6A.jpg
  • 17A.jpg
  • 31A.jpg
  • 24A.jpg
  • 13A.jpg
  • 34A.jpg
  • 5A.jpg
  • 1A.jpg
  • 10A.jpg
  • 7A.jpg
  • 25A.jpg
  • 14A.jpg
  • 15A.jpg
  • 21A.jpg
  • 19A.jpg
  • 16A.jpg
  • 12A.jpg
  • 22A.jpg
  • 26A.jpg
  • 9A.jpg
  • 32A.jpg

Vida de Burguês

"Sou burguês aqui sem pataco e sem vintém" é uma pequena parte da letra da música de Agostinho Borges que carateriza bem a figura do "Burguês", cantor natural de Machico.

A paixão pela música começou desde tenra idade, mas o nome artístico surgiu após o 25 de Abril. Em entrevista à Rádio Cantinho da Madeira, o artista reconhece que já nasceu "com veia artística".

Quanto a lançamentos discográficos garante que está praticamente concluído o próximo álbum. No entanto, só deve ser lançado no próximo ano devido à falta de financiamento. O "Burguês" relembra os cerca de 7 mil CD´s que ainda aguardam venda relativos ao álbum anterior.

Em alguns dos temas canta lado a lado com Maria Alves, a parceira dos fados.

Agostinho Borges esteve na empresa "Madeira Só Peixe", no Reino Unido, onde atuou ao vivo. Emissão transmitida em direto na RCM, por António Silva e Felisberto Serrão.

by Especial Madeira So Peixe

José Silva

Nasceu no sítio da Achadinha, freguesia da Boaventura, São Vicente, Madeira. Deixou a Terra Natal aos 14 anos com destino à Venezuela em busca de melhores condições de vida.

Chegado àquele país da América Latina foi obrigado a enfrentar as dificuldades do dia-a-dia. Um trabalho duro sempre com o pensamento na música.

O primeiro instrumento que comprou na Venezuela foi um acórdeão. Era o instrumento que gostaria de aprender a tocar. Desta forma começou a dar os primeiros passos na música. Depois começou a tocar num Grupo de Folclore Português.

Mais tarde, começou a escrever as próprias músicas até que surge o apoio de Carlos Kanto para gravar o primeiro CD.

Neste momento tem já vários trabalhos discográficos publicados. Trabalhos que têm sido acarinhados pelos nossos emigrantes na Venezuela.

Sidónio Silva

Sidónio Silva nasceu no sítio do Loreto, na freguesia do Arco da Calheta e em 1975 partiu rumo à Venezuela em busca de melhores condições de vida. De Guitarra ao braço decidiu, então, estudar música em Caracas.
Em 1979  integrou  um grupo musical chamado "A  Super Banda Scala de Maracay: cidade venezuelana onde reside atualmente.
Passou a integrar outros  conjuntos  musicais, até que um dia gravou o primeiro trabalho discográfico intitulado “Viva  a  Nossa  Tradicão”  com 10  temas  da  sua  autoria.
Durante os largos anos de carreira musical, Sidónio Silva já cantou em vários  países  onde residem as nossas comunidades portuguesas, como por exemplo Canadá, Estados Unidos da América, Aruba, Curação, Venezuela e  Portugal.
Entre  as  cancões  mais  conhecidas  de  Sidónio Silva  merecem  destaque “Viva a nossa tradição”, “O jornal das bilhardeiras”, “O bailinho da Ribeira da Janela”, “Sócios da pipa”, “Maritimo olé-ole”, "Mulher  Madeirense”, "Eu vou à Madeira”, entre  outros temas de  grande  sucesso.

» Correio Electrónico: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. 

» Contacto: 291-82.70.35 / 961030817 (Madeira) - 00584167454397 (Venezuela)

O cantor madeirense Sidónio Silva, é natural do Loreto, no Arco da Calheta, e está radicado na Venezuela.
De passagem pela Madeira, tem realizado alguns espetáculos, no âmbito do lançamento do mais recente CD "As mulheres", e sendo assim, foi entrevistado no programa "Acerte e ganhe" no PEF por João Luís Mendonça, revelando detalhes das atuações na diáspora, bem como, as suas aspirações futuras na vida artística.

by Madeira em Festa

Norberto Gonçalves

O primeiro instrumento musical foi uma guitarra – mas não resultou. Mais tarde virou-se para o "teclado", paixão que mantém até aos dias de hoje.  
Em 1987 conseguiu entrar para uma banda musical que se chamava – "Europa,5" – com 5 elementos . O cantor confessa que "foi um enorme sonho e que por fim tinha conseguido um dos meus objectivos. Até chorei de alegria" confessa.

Depois criou um Grupo Musical: " MIX-NOR" - que durou 6 anos. Em 2010 apresentou o seu primeiro trabalho discográfico intitulado "Chorando Ficava". 
Ultrapassados alguns problemas de saúde, Norberto Gonçalves regressa à música integrando o Grupo Musical "Ramboia". Com atuações regulares na Suíça o cantor português confessa-se satisfeito com a carreira musical.
Em 1982, Norberto Gonçalves decidiu partir para a Suíça com um contrato de 5 anos de trabalho. A experiência resultou e levou consigo a família.

 

» Correio Eletrónico:   This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 » Contactos: 

0041.31.849.17.17 (Telefone e Fax)

0041.79.523.04.90 (Telemóvel)

João Luís Mendonça

João Luís Mendonça iniciou o percurso musical aos oito anos (em 1966), numa incursão pelo fado, passando depois para a música ligeira.
Foi baterista, nos anos setenta, e participou como cantor, nos Espectáculos TÚ CÁ TÚ LÁ, os quais foram realizados, nos anos 70, durante quatro anos, no Ex Cine Parque, no Funchal.

Foi, em 1978, co-fundador do Trio Atlântico (grupo musical influenciado pela música latino-americana). O Grupo realizou várias digressões pelo continente ao longo dos anos 80 e 90.
Criou, em 1997, juntamente com Sílvio Mendes, o Espectáculo de Variedades "Madeira em Festa" com o qual continua a percorrer a Região Autónoma da Madeira.
É autor de letras e músicas para Festivais Infantis, Juvenis e não só. Ganhou, em 2001, em Torres Novas o prémio de "Melhor Música".
O também produtor radiofónico atuou para para as comunidades portuguesas no Canadá (2000 e 2008); em Londres (2008); na Venezuela (2009); no Canadá (2011 e 2014); África do Sul (2010 e 2014).
Em Fevereiro de 2011 apresentou o sexto trabalho discográfico intitulado "O Cantor e o Sonho". Em 2013 colocou no mercado "O melhor de João Luís Mendonça-Best Of".
Em Abril de 2015 lançou o oitavo CD intitulado "Nossa Senhora do Monte" (Padroeira da Madeira).
Pela primeira vez, o artista madeirense vai atuar nos Açores, em Lagoa - Ponta Delgada, na Ilha de São Miguel. Será a 25 de setembro.

 

LANÇAMENTOS DISCOGRÁFICOS

         
 2000    2003    2004    2006  
               
               
 2008    2011    2013    2015   

 

CONTACTOS

» Site artistawww.facebook.com/joaoluis.mendonca

» Correio Electrónico: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.  ou  This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. 

» Morada alternativa: Apartado 6033 / 9021 - 901 Funchal
» Telemóvel: 969 038 700

 

 
João Luís Mendonça apresentou na FNAC-Madeira o oitavo trabalho discográfico.
Pode ouvir alguns dos momentos mais marcantes.
by João Luís Mendonça (19.04.2015)

Tony Cruz (1995)

Tony Cruz foi convidado do Programa "Aplauso " no PEF no dia 25 de fevereiro de 1995.
Foi cantor e baterista. Gravou vários discos em viníl e o CD " Madeira Sunshine" em 2001.
Atuou das comunidades madeirenses por diversas ocasiões. Esteve várias décadas em atuações no Hotel Savoy e foi galardoado pelo Governo Regional com a Estrelícia Dourada. Na altura salientava que "para um artista ser homenageado em vida é o melhor que pode acontecer".

by Programa Aplauso

Page 1 of 4

Cantinho da Madeira

O Cantinho da Madeira é um projeto direcionado para a comunidade lusófona criado em julho de 2006. O portal, sem fins lucrativos, contempla uma rádio online com programas regulares produzidos por portugueses na diáspora.
Somos Marca Nacional com registo na Sociedade Portuguesa de Autores.

Nossos visitantes

6352008
HojeHoje1757
OntemOntem3317
Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree