ÚLTIMAS RCM

  • Ricky & Sam: uma dupla portuguesa
  • Em nome da lei - Alterações à lei do trabalho
  • Recordar é Viver - Marisa Araújo
  • Sementes de Fé - Fazer as pazes com Deus
  • Humanamente Falando - As crianças e o isolamento social
  • Sinto, logo existo - Luz própria
  • Em nome da lei - Alargamento da garantia
  • Alinhavando a nossa história - A Madeira através da fotografia
  • Hora do Conto - Ó mãe
  • Recordar é Viver - Homenagem a Angela Ornelas
  • Sementes de Fé - Bondade
  • Vanessa Andrade - Cantora e compositora
  • Raíz do Pensamento - Pensar a esperança
  • Vozes do Atlântico - Vânia Fernandes
  • Em nome da lei - Funções da penhora
  • DATE 08/05/2021

A necessidade de fortificação da defesa da ilha da Madeira não foi uma prioridade no início do povoamento. Assim as oportunidades para contacto com corsários de várias nacionalidades foi aumentando. Utilizavam a ilha para trocas comerciais. O ataque corsário de 1566 representou um marco importante na história da Ilha. 

Da vila de Machico os pescadores deram o alerta de desembarque de piratas no Porto Santo onde tinham saqueado já a vila Baleira. Então, começaram a preparar a defesa da Ilha. Visualizaram as naus no horizonte um dia depois. Apareceram na Ponta de São Lourenço mas acabaram por desembarcar sem dificuldade na Praia Formosa. A Madeira não tinha armas nem soldados que fizessem frente ao ataque. O saque durou 15 dias.

Depois desta situação foi dada mais atenção à defesa da Ilha. 

Lido 533 vezes Última alteração em domingo, 09 maio 2021 22:18

Visitantes

12528185
Hoje3494

O Cantinho da Madeira nasceu no ano 2006 com o objetivo de promover a Região Autónoma da Madeira, em especial junto da comunidade portuguesa no mundo.

Descarregue as nossas APP´s
para iOS e Android

Top
Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. More details…