ÚLTIMAS RCM

  • Em nome da lei - Deserdar um herdeiro legitimário
  • Banda sonora - City of Angels
  • Alinhavando a nossa história - Estudos naturalistas
  • Gente da Minha Terra - Tolentino Mendonça
  • Hora do Conto - Bola de caracóis
  • Sementes de Fé - Rezar para perder
  • Vozes do Atlântico - António Barbosa
  • Raíz do pensamento - Os amigos
  • Ana Klaudia - a cantar em português
  • Em Nome da Lei - Contratos de adesão
  • Recordar é Viver - Avô João
  • Ilha da Fantasia - Lenda dos Profetas
  • Contado não há quem acredite - Homem participa nas próprias buscas
  • Hora do Conto - O senhor Mago e a folha
  • Sementes de Fé - Humildade
  • DATE 18/07/2021

“‘Padre, que Missa linda a de hoje!’ Esta frase me incomoda, confesso.

Ela pode significar um simples romantismo, ou que um padre agrade mais que outros, ou que só tem valor se as pessoas se sentirem ‘tocadas’, ou mesmo se eu concordei com a pregação do padre, se gostei das músicas, ou da voz daquele cantor; se a decoração estava do meu agrado, se a casula era bela.

Claro que nem ousaria discordar que, em muitas celebrações, podemos nos sentir incomodados se o som não está bom, se o banco não é confortável, se o leitor proclamou mal as leituras, se o celebrante fez uma homilia longa, cansativa, ideológica, politizada.

Porém, não nos esqueçamos de que o protagonista da Sagrada Liturgia é Jesus, que oferece ao Pai o dom precioso de Si mesmo. Não é a comunidade que está no centro da Missa; a ação principal não está sendo realizada nem pelo sacerdote nem pela assembleia, mas por Jesus”.

Lido 367 vezes Última alteração em domingo, 18 Julho 2021 22:01
Tagged under:

Artigos relacionados

Visitantes

12379285
Hoje2554

O Cantinho da Madeira nasceu no ano 2006 com o objetivo de promover a Região Autónoma da Madeira, em especial junto da comunidade portuguesa no mundo.

Descarregue as nossas APP´s
para iOS e Android

Top
Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. More details…