ÚLTIMAS RCM

  • Em nome da lei - Deserdar um herdeiro legitimário
  • Banda sonora - City of Angels
  • Alinhavando a nossa história - Estudos naturalistas
  • Gente da Minha Terra - Tolentino Mendonça
  • Hora do Conto - Bola de caracóis
  • Sementes de Fé - Rezar para perder
  • Vozes do Atlântico - António Barbosa
  • Raíz do pensamento - Os amigos
  • Ana Klaudia - a cantar em português
  • Em Nome da Lei - Contratos de adesão
  • Recordar é Viver - Avô João
  • Ilha da Fantasia - Lenda dos Profetas
  • Contado não há quem acredite - Homem participa nas próprias buscas
  • Hora do Conto - O senhor Mago e a folha
  • Sementes de Fé - Humildade
  • DATE 07/09/2021
As águas da Ilha da Madeira tinham grande importância. 
 
Por essa razão, desde as primeiras doações que estas aparecem estabelecidas da mesma forma que os terrenos.
 
O direito de uso era negociado entre os utilizadores ou herdeiros das partilhas anteriores.
 
Desta forma as águas eram vendidas e arrendadas.
 
Quando se falava de água existiam vários intervenientes: a coroa, os governadores, as câmaras municipais encarregadas das limpezas dos leitos.
 
"As águas da Madeira" são o tema central da rubrica "Alinhavando a nossa história" da autoria da escritora Lúcia Marta Mendes.
 
Lido 297 vezes Última alteração em Sexta Feira, 10 setembro 2021 21:51

Artigos relacionados

Visitantes

12378981
Hoje2250

O Cantinho da Madeira nasceu no ano 2006 com o objetivo de promover a Região Autónoma da Madeira, em especial junto da comunidade portuguesa no mundo.

Descarregue as nossas APP´s
para iOS e Android

Top
Aviso! Este site utiliza cookies para melhorar e personalizar a navegação dos utilizadores. More details…